Digitalização e práticas de reapropriação

Em 2018, o Arquivo Nacional das Imagens em Movimento (ANIM), celebrando o seu papel enquanto centro de conservação da Cinemateca Portuguesa, organizou os “Encontros no ANIM”. Estabelecendo-se como uma iniciativa anual, os Encontros no ANIM procuram promover o diálogo entre o trabalho de arquivo e o trabalho sobre o arquivo. Na 2ª edição, que tem lugar entre 21 e 22 de Maio, em Bucelas, Loures, o programa contempla mesas redondas sobre digitalização como prática de arquivo, e apresentações sobre cinema português.

Dia 22, no painel dedicado a práticas de reapropriação, Inês Ponte apresenta uma comunicação sobre a ficção Angolana “Nelisita: narrativas nyaneka” de Ruy Duarte de Carvalho, produzida em 1982 e “127 fotogramas ou 34 cenas de Nelisita“, um filme experimental que realizou (2016), cruzando as diferentes intenções dos seus autores e a sua exibição recente numa aldeia ovanyaneka.

Mais informação sobre o encontro e programa aqui.

Partilhar