Conhecer e Animar o arquivo de Ruy Duarte de Carvalho

Conhecer e animar o arquivo de RDC: processos e resultados a partir de uma inventariação. In Lança, M. (Ed.), Diálogos com Ruy Duarte de Carvalho, pp. 185‑208. Lisboa: BUALA ‑ Associação Cultural Centro de Estudos Comparatistas (Faculdade de Letras ‑ UL). ISBN 978‑989‑20‑8194‑6

Fotografia de Ruy Duarte de Carvalho

O artigo da antropóloga Inês Ponte sobre o processo de inventário do espólio pessoal do antropólogo, escritor, e cineasta Ruy Duarte de Carvalho (1941-2010), foi publicado nas actas do Colóquio Diálogos com Ruy Duarte de Carvalho.

O Colóquio teve lugar no final de 2015 na Galeria Quadrum, Lisboa, por altura da exposição Uma Delicada Zona de Compromisso. As actas reúnem 15 das apresentações e surgem em formato de publicação digital numa parceria entre a plataforma BUALA e o CEC-FL-ULisboa.

Resumo

Cartaz Colóquio “Diálogos com Ruy Duarte de Carvalho” + Exposição “Uma Delicada Zona de Compromisso”

Apreciar a natureza do espólio multidisciplinar deixado por Ruy Duarte de Carvalho (1941-2010), inclui enveredar por processos de pesquisa e criação, abrangendo no seu tempo longo um entrosamento entre a poesia, o cinema, a antropologia, e a literatura. Exploro maneiras encontradas de animar o seu arquivo, tendo por base a inventariação e a colaboração no trabalho de curadoria para a exposição Uma Delicada Zona de Compromisso. Abordo estas duas actividades em relação ao uso de um arquivo como maneira de conhecer e dar a conhecer o autor e a sua obra através dos seus processos de trabalho e procuro caracterizar três vertentes do que designo por animar materiais de arquivo.

Clique aqui para aceder ao artigo, em acesso aberto e aqui para aceder a um exemplar de toda a publicação.