O IMPÉRIO COLONIAL PORTUGUÊS E A CULTURA POPULAR URBANA

Principal investigador: Nuno Domingos (ICS-ULisboa)

Os impérios são espaços de circulação de pessoas e bens entre colónias e respetivos centros metropolitanos, mas também espaços de circulação globais. Formas culturais diversas circularam tanto no espaço do império português, como também entre impérios e entre espaços imperiais e não imperiais, afetando representações do mundo mas também práticas quotidianas. Este projeto interdisciplinar, que junta a história, a antropologia, os estudos pós-coloniais e culturais, procura compreender como é que a circulação dos produtos da cultura popular urbana, imperial e global, entre 1945 e 1974 ajudaram a construir uma sociedade colonial constituída no entrecruzamento de colónias, metrópole e contextos globais mais vastos. Trata-se de um projeto inovador no seu âmbito interdisciplinar. Os membros da equipa têm trabalhado extensivamente sobre os temas do império e da cultura popular partindo de uma variedade de tradições académicas. Esta abordagem permitirá que o tema seja estudado de forma mais sistemática, combinando a produção cultural com a sua prática e consumo, na linha dos estudos realizados em outros contextos, mas em grande parte ausentes na academia portuguesa.